“Para que tudo permaneça como é, é necessário que tudo mude”: O niilismo de O Leopardo de Lampedusa e o niilismo cristão kierkegaardiano no século das mudanças/The Nihilism of Lampedusa’s The Leopardo and the Kierkegaardian Christian nihilism

Marcio Gimenes de Paula

Resumo


Não parece haver, ao menos num primeiro olhar, qualquer ponto de convergência entre a literatura de Lampedusa e a filosofia de Kierkegaard. Contudo, com um pouco mais de investigação, tal percepção revela-se falsa. Ambos os autores situam-se no século XIX e, nesse sentido, há forte conexão entre ambos a partir de uma análise histórica, filosófica e política. É verdade que o italiano escreve no século XX, mas o faz descrevendo o século anterior, período onde o dinamarquês produziu a sua obra. O autor siciliano aborda em sua literatura um dos temas mais instigantes do século XIX, a saber, a descrença em mudanças políticas. Segundo avaliamos, tal concepção possui afinidades com um certo niilismo cristão presente  na obra kierkegaardiana.  Desse modo, nosso intuito é observar como os dois autores, mesmo não se conhecendo, foram capazes de construir ligações significativas entre o sul da Itália e o mundo nórdico e, assim, numa visão panorâmica desses séculos, parecem muito mais próximos do que se poderia a princípio imaginar. Para tanto, dividiremos nosso artigo do seguinte modo: num primeiro momento, abordaremos aspectos da obra O Leopardo de Lampedusa e suas possíveis conexões com o pensamento kierkegaardiano. Na sequência, apresentaremos uma análise do tema do niilismo a partir da interpretação da obra de Karl Löwith. Por fim, concluiremos com uma aproximação entre os dois niilismos: o de Lampedusa e o de Kierkegaard.

Abstract: There seems to be, at least at first glance, any point of convergence between the literature of Lampedusa and the philosophy of Kierkegaard. However, with a little more research, this perception proves to be false. Both authors are in the nineteenth century and in that sense, there is a strong connection between both from a historical analysis, philosophical and political. It is true that the Italian writes in the twentieth century, but it does describe the previous century, a period where the Danish produced his work. The Sicilian author addresses in their literature one of the most compelling themes of the nineteenth century, namely, disbelief in political changes. According evaluated, this concept has affinities with a certain Christian nihilism present in Kierkegaard's work. Thus, our aim is to see how the two authors, even not knowing, were able to build meaningful connections between southern Italy and the Nordic world and thus a panoramic view of these centuries, seem much closer than one might at first imagine. To this end, we will divide our article as follows: at first, we discuss aspects of the work Lampedusa The Leopard and its possible connections with the Kierkegaardian thought. Following, we will present a nihilism theme analysis from the interpretation of the work of Karl Löwith. Finally, we will conclude with a rapprochement between the two nihilisms: Lampedusa and Kierkegaard.

Keywords: History of Philosophy, Contemporary Philosophy, Literature, Religion.


Palavras-chave


Filosofia da História, Filosofia Contemporânea, Literatura, Religião.

Referências


Arendt, Hannah. 2008, Compreender – formação, exílio e totalitarismo, Companhia das Letras, São Paulo.

Cassirer, Ernst. 1992, A filosofia do Iluminismo, Unicamp, Campinas.

Caracciolo, Alberto. 1997, Karl Löwith, Morcelliana, Brescia.

Compagnon, Antoine. 2011, Os Antimodernos, Editora UFMG, Belo Horizonte.

Franceschelli, Orlando. 1997, Karl Löwith – la sfide della modernità tra Dio e nulla. Donzelli Editore, Roma.

Heine, Heinrich. 1991, Contribuição à história da religião e da filosofia na Alemanha, tradução e notas de Márcio Suzuki, posfácio de Wolfgang Wieland, Iluminuras, São Paulo.

Lampedusa, Giuseppe Tomasi di. 2001, Il Gattopardo, Feltrinelli, Milano.

_____. 1962, Racconti, Feltrinelli, Milano.

Löwith, Karl. 2004. Jacob Burckhardt. Laterza, Roma.

_____. 1999, Il nichilismo europeo – Considerazioni sugli antefatti spirituali della guerra europea, Laterza, Roma.

_____. 1988, La mia vita in Germania: prima e dopo il 1933, Il Saggiatore, Milano.

Kierkegaard, Søren Aabye. 2005, El Instante, Trotta, Madrid.

_____. 2013, Pós-Escrito às Migalhas Filosóficas – vol. I, Vozes, Petrópolis.

_____. 1988, Stage´s on lifes way, Princeton University Press, New Jersey.

_____. 2000, O Sumo Sacerdote, O Publicano, A Pecadora (O Sumo Sacerdote/ O Publicano/ A Pecadora/ Aquele a quem pouco perdoa, pouco ama/ O amor cobre uma multidão de pecados/ A imutabilidade de Deus), Ad Martyras, Teresópolis.

_____. 2010, Temor e tremor, Editora Relógio d´Água, Lisboa.

Nietzsche, Friedrich. 2002, O Anticristo: maldición sobre el cristianismo, Alianza, Madrid.

Salvestroni, Simonetta. 1967, Tomasi di Lampedusa, La Nuova Italia, Firenze.


Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .


INDEXADA EM/INDEXED BY:

Logotipo do Sumarios Logotipo do DOAJ Logotipo do IBICT Logotipo do LatIndex

Logotipo do SEER Logotipo da ANPOF Logotipo da MIAR

Logotipo do Portal Periodicos Logotipo da Diadorim Logotipo do Philosopher's Index

 



ENDEREÇO/MAIL ADDRESS:

Universidade Federal do Piauí, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Centro de Ciências Humanas e Letras, Campus Min. Petrônio Portela,

CEP 64.049-550,  Teresina - PI, Fone: (86) 3237 1134  E-mail: revista.pensando@gmail.com



LINKS:

Logotipo da Capes Logotipo da DialnetLogotipo do CNPq Logotipo da UFPI

 


ISSN 2178-843X