Heidegger e a poesia como caminho para a linguagem/Heidegger and Poetry as path to the Language

Robson Costa Cordeiro

Resumo


O artigo procura mostrar de que modo Heidegger pensa a poesia como essência da linguagem. Com esse intuito, tem por objetivo desenvolver a articulação entre poesia e linguagem, mostrando que, se a “matéria” da poesia é a linguagem, a linguagem, por sua vez, é, em sua essência, poesia. No desenvolvimento dessa questão, tomaremos Hölderlin como interlocutor privilegiado de Heidegger por mostrar, de modo exemplar, a poesia como tarefa de testemunhar o divino, que se realiza através do combate entre deuses e homens. Nesse combate se realiza a tensão entre a essência e a não-essência da linguagem, entre o seu caráter divino e vulgar, que apresenta, por um lado, a poesia como a mais inocente das ocupações e, por outro lado, a linguagem como o mais perigoso dos bens. A linguagem é simultaneamente as duas coisas, sendo, por isso, em sua essência, um mistério. Heidegger pensa esse mistério a partir da relação entre dasein e ser. Nessa relação o ser encontra abrigo na linguagem, que testemunha o ser a partir do ser. Sendo aquele que testemunha, o dasein, contudo, não é o sujeito que possui a linguagem, mas aquele que pode testemunhar porque é obrigado a falar, a trazer para a palavra aquilo que quase o faz perder a língua, este que é o mais estranho, o mais inóspito de todos os hóspedes, o ser.

 

Abstract: The article tries to show how Heidegger think the poetry as essence of language. To that end, aims to develop the relationship between poetry and language, showing that if the “matter” of poetry is the language, the language, in turn, is, in essence, poetry. In the development of this issue, we will take Hölderlin as a privileged interlocutor of Heidegger for show in an exemplary way, the poetry as task of witness the divine, which is realized through the fight between gods and men. In this fight takes place the tension between essence and non-essence of language, between his divine and vulgar character, which has, on the one hand, poetry as the most innocent of occupations and, on the other hand, the language as most dangerous of goods. The language is simultaneously both, and is therefore, in essence, a mystery. Heidegger thinks this mystery from the relationship between dasein and being. In this relationship, the being found shelter under the language that witness the being from being. Being that which witness, the dasein, however, is not the subject which has the language, but that which can witness because it is forced to speak, to bring for the word that almost makes you lose the language, this that is the strangest, the most inhospitable of all guests, the being.

Keywords: Heidegger, Hölderlin, poetry, language, being.

 


Palavras-chave


Heidegger, Hölderlin, poesia, linguagem, ser

Referências


HEIDEGGER, Martin. Hölderlin y la esencia de la poesía. In: Aclaraciones a la poesia de Hölderlin. Tradução de Helena Cortés Gabaudán e Arturo Leyte Coelho. Madrid: Alianza Editorial, 2009.

______. Construir, habitar, pensar. In: Ensaios e conferências. Tradução de Márcia Sá Cavalcante Schuback. Petrópolis: Vozes, 2001.

______. Hinos de Hölderlin. Tradução de Lumir Nahodil. Lisboa: Instituto Piaget, s.d.

______. Parmênides. Tradução de Sérgio Mário Wrublevski. Petrópolis: Vozes; Bragança Paulista: Ed. Universitária São Francisco, 2008.

______. Ser e tempo. Tradução de Márcia Sá Cavalcante Schuback. Petrópolis: Vozes, 2002.

. Sobre o humanismo. Tradução de Emmanuel Carneiro Leão. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1995.

Os pensadores originários: Anaximandro, Parmênides, Heráclito. Tradução Emmanuel Carneiro Leão e Sérgio Wrublewski. Petrópolis: Vozes, 1999.

NOVALIS. Pólen. Tradução de Rubens Rodrigues Torres Filho. São Paulo: Iluminuras, 2009.


Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .


INDEXADA EM/INDEXED BY:

Logotipo do Sumarios Logotipo do DOAJ Logotipo do IBICT Logotipo do LatIndex

Logotipo do SEER Logotipo da ANPOF Logotipo da MIAR

Logotipo do Portal Periodicos Logotipo da Diadorim Logotipo do Philosopher's Index

 



ENDEREÇO/MAIL ADDRESS:

Universidade Federal do Piauí, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Centro de Ciências Humanas e Letras, Campus Min. Petrônio Portela,

CEP 64.049-550,  Teresina - PI, Fone: (86) 3237 1134  E-mail: revista.pensando@gmail.com



LINKS:

Logotipo da Capes Logotipo da DialnetLogotipo do CNPq Logotipo da UFPI

 


ISSN 2178-843X