A natureza da técnica: crítica do caráter instrumental do conceito de técnica

Celso Candido Azambuja

Resumo


O trabalho propõe-se a fazer uma leitura crítica do conceito de técnica, especificamente, do seu caráter instrumental. A hipótese principal é que a tradicional definição instrumental da técnica não é suficiente para compreender a complexidade do fenômeno técnico nem tampouco seus efeitos no plano das atividades e dos modos de ser e pensar humanos. A técnica entendida simplesmente como meio para fins humanos é correta, mas apenas parcialmente verdadeira. Assim, na medida em que é uma definição parcial, ela não nos revela a real situação na qual nos encontramos como civilização tecnocientífica. Trata-se, portanto, de desenvolver uma problematização do conceito de técnica para além de seu caráter instrumental. Esta elaboração é feita de forma introdutória principalmente a partir das ideias sobre a técnica de Aristóteles, Heidegger, McLuhan, Simondon e Galimberti. Tal problematização crítica do conceito instrumental da técnica conduz a superação de três mitos fundamentais que o sustentam: a técnica como atividade mecânica destituída de virtude; a técnica como outro do humano, ou como dimensão propriamente inumana; e a técnica como um objeto neutro à disposição da vontade humana. A técnica é aquela dimensão essencial à condição e à vida humana que, em grande parte, determina e condiciona seus modos de ser, perceber e viver o mundo. Assim, a representação instrumental é insuficiente para responder a pergunta pela natureza da técnica.


Palavras-chave


Filosofia, Tecnologia, Civilização, Sociedade contemporânea, Filosofia da ciência

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. Tradução para o português de Leonel Vallandro e Gerd Borheim. São Paulo: Abril Cultural, 1973.

ARTHUR, Brain. The nature of technology, what it is and how it evolves. New York: Free Press, 2009.

CASTELLS, Manuel. Communication Power. New York: Oxford University Press, 2009.

CASTELLS, Manuel, FERNÁNDEZ-ARDÈVOL, Mirea., QIU, Jack., SEY, Araba. Mobile Communication and Society: a global perspective. Cambridge: MIT Press, 2007.

TORRE, Christopher. The art of transhumanism. Singularity University, 2010. https://singularityhub.com/2010/06/07/the-art-of-transhumanism. (Último acesso em 29/05/2017).

EVANS, David. “Aristotle on techne”. In: CHABOT, Pascal, HOTTOIS, Gilbert. (Ed.). Les philosophes et la technique. Paris: VRIN, 2003.

GALIMBERTI, Umberto. Psiche e Techne, o homem na idade da técnica. Tradução para o português de José Maria de Almeida. São Paulo: Paulus, 2006.

HEIDEGGER, Martin. Heráclito. Tradução para o português de Marcia Sá Cavalcante Schuback. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1998.

HEIDEGGER, Martin. Die frage nach der technik. Frankfurt: Vittorio Klostermann, 2000.

HEIDEGGER, Martin. A questão da técnica. Tradução para o português de Marco Aurélio Werle. Scientia Estudia, 2007. http://www.scientiaestudia.org.br/revista/PDF/05_03_05.pdf . (Último acesso em 29/05/2017).

HOTTOIS, Gilbert. Do renascimento à pós-modernidade: uma história da filosofia moderna e contemporânea. Tradução para o português de Ivo Storniolo. Aparecida, SP: Idéias & Letras, 2008.

HOTTOIS, Gilbert. Philosophies des sciences, philosophies des techniques. Paris: Odile Jacob, 2004.

LECOURT, Dominique. Humano pós-humano: a técnica e a vida. Tradução para o português de Luiz Paulo Rouanet. São Paulo: Loyola, 2005.

MCLUHAN, Marshall. Os meios como extensões do homem. Tradução para o português de Décio Pignatari. São Paulo: Cultrix, 1964.

MCLUHAN, Marshall, POWERS, Bruce. The global village. Transformations in world life and media in the 21st. century. New York: Oxford University Press, 1989.

MCLUHAN, Marshall. Understanding media: the extesions of man. Cambridge: MIT Press, 1994.

SIMONDON, Gilbert. Du mode d'existence des objets techniques. Paris: Aubier, 1989.




DOI: https://doi.org/10.26694/2178843X.vl8iss15pp166-182


INDEXADA EM/INDEXED BY:

Logotipo do Sumarios Logotipo do DOAJ Logotipo do IBICT Logotipo do LatIndex

Logotipo do SEER Logotipo da ANPOF Logotipo da MIAR

Logotipo do Portal Periodicos Logotipo da Diadorim Logotipo do Philosopher's Index

 



ENDEREÇO/MAIL ADDRESS:

Universidade Federal do Piauí, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Centro de Ciências Humanas e Letras, Campus Min. Petrônio Portela,

CEP 64.049-550,  Teresina - PI, Fone: (86) 3237 1134  E-mail: revista.pensando@gmail.com



LINKS:

Logotipo da Capes Logotipo da DialnetLogotipo do CNPq Logotipo da UFPI

 


ISSN 2178-843X