A natureza da técnica: crítica do caráter instrumental do conceito de técnica

Celso Candido Azambuja

Resumo


O trabalho propõe-se a fazer uma leitura crítica do conceito de técnica, especificamente, do seu caráter instrumental. A hipótese principal é que a tradicional definição instrumental da técnica não é suficiente para compreender a complexidade do fenômeno técnico nem tampouco seus efeitos no plano das atividades e dos modos de ser e pensar humanos. A técnica entendida simplesmente como meio para fins humanos é correta, mas apenas parcialmente verdadeira. Assim, na medida em que é uma definição parcial, ela não nos revela a real situação na qual nos encontramos como civilização tecnocientífica. Trata-se, portanto, de desenvolver uma problematização do conceito de técnica para além de seu caráter instrumental. Esta elaboração é feita de forma introdutória principalmente a partir das ideias sobre a técnica de Aristóteles, Heidegger, McLuhan, Simondon e Galimberti. Tal problematização crítica do conceito instrumental da técnica conduz a superação de três mitos fundamentais que o sustentam: a técnica como atividade mecânica destituída de virtude; a técnica como outro do humano, ou como dimensão propriamente inumana; e a técnica como um objeto neutro à disposição da vontade humana. A técnica é aquela dimensão essencial à condição e à vida humana que, em grande parte, determina e condiciona seus modos de ser, perceber e viver o mundo. Assim, a representação instrumental é insuficiente para responder a pergunta pela natureza da técnica.


Palavras-chave


Filosofia, Tecnologia, Civilização, Sociedade contemporânea, Filosofia da ciência

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. Tradução para o português de Leonel Vallandro e Gerd Borheim. São Paulo: Abril Cultural, 1973.

ARTHUR, Brain. The nature of technology, what it is and how it evolves. New York: Free Press, 2009.

CASTELLS, Manuel. Communication Power. New York: Oxford University Press, 2009.

CASTELLS, Manuel, FERNÁNDEZ-ARDÈVOL, Mirea., QIU, Jack., SEY, Araba. Mobile Communication and Society: a global perspective. Cambridge: MIT Press, 2007.

TORRE, Christopher. The art of transhumanism. Singularity University, 2010. https://singularityhub.com/2010/06/07/the-art-of-transhumanism. (Último acesso em 29/05/2017).

EVANS, David. “Aristotle on techne”. In: CHABOT, Pascal, HOTTOIS, Gilbert. (Ed.). Les philosophes et la technique. Paris: VRIN, 2003.

GALIMBERTI, Umberto. Psiche e Techne, o homem na idade da técnica. Tradução para o português de José Maria de Almeida. São Paulo: Paulus, 2006.

HEIDEGGER, Martin. Heráclito. Tradução para o português de Marcia Sá Cavalcante Schuback. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1998.

HEIDEGGER, Martin. Die frage nach der technik. Frankfurt: Vittorio Klostermann, 2000.

HEIDEGGER, Martin. A questão da técnica. Tradução para o português de Marco Aurélio Werle. Scientia Estudia, 2007. http://www.scientiaestudia.org.br/revista/PDF/05_03_05.pdf . (Último acesso em 29/05/2017).

HOTTOIS, Gilbert. Do renascimento à pós-modernidade: uma história da filosofia moderna e contemporânea. Tradução para o português de Ivo Storniolo. Aparecida, SP: Idéias & Letras, 2008.

HOTTOIS, Gilbert. Philosophies des sciences, philosophies des techniques. Paris: Odile Jacob, 2004.

LECOURT, Dominique. Humano pós-humano: a técnica e a vida. Tradução para o português de Luiz Paulo Rouanet. São Paulo: Loyola, 2005.

MCLUHAN, Marshall. Os meios como extensões do homem. Tradução para o português de Décio Pignatari. São Paulo: Cultrix, 1964.

MCLUHAN, Marshall, POWERS, Bruce. The global village. Transformations in world life and media in the 21st. century. New York: Oxford University Press, 1989.

MCLUHAN, Marshall. Understanding media: the extesions of man. Cambridge: MIT Press, 1994.

SIMONDON, Gilbert. Du mode d'existence des objets techniques. Paris: Aubier, 1989.




DOI: https://doi.org/10.26694/2178843X.vl8iss15pp166-182




INDEXADA EM/INDEXED BY:

Logotipo do Sumarios   Logotipo do DOAJ Logotipo do IBICT Logotipo do LatIndex 

Logotipo da ANPOF Logotipo da MIAR

Logotipo do Portal Periodicos Logotipo da Diadorim Logotipo do Philosopher's Index

 



ENDEREÇO/MAIL ADDRESS:

Universidade Federal do Piauí, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Centro de Ciências Humanas e Letras, Campus Min. Petrônio Portela,

CEP 64.049-550,  Teresina - PI, Fone: (86) 3237 1134  E-mail: revista.pensando@gmail.com



 

LINKS:

Logotipo da Capes Logotipo da DialnetLogotipo do CNPq Logotipo da UFPI

 


ISSN 2178-843X