Evaluation of prenatal care in a Brazil’s South city / Avaliação da assistência pré-natal em município do Sul do Brasil / Evaluación de la asistencia pre-natal en el municipio del Sur del Brasil

Marília Judith Segatto, Suzinara Beatriz Soares de Lima, Marciane Kessler, Thais Dresch Eberhardt, Rhea Silvia de Avila Soares, Lidiana Batista Teixeira Dutra Silveira

Resumo


Objetivo: Verificar a efetividade da assistência pré-natal por meio de indicadores de processo de um município da região Sul do Brasil. Metodologia: Estudo descritivo, com delineamento documental, utilizando indicadores de processo da assistência pré-natal do período de janeiro a dezembro de 2011, por meio do Sistema de Acompanhamento do Programa de Humanização no Pré-Natal e Nascimento. Os preceitos éticos foram baseados na Resolução nº 466/2012. Resultados: Em relação ao número de nascidos vivos (n=109), 73,39% das gestantes foram cadastradas no Programa de Humanização do Pré-natal e Nascimento; 65,14% realizaram a primeira consulta de pré-natal até 120 dias de gestação; 72,50% realizaram as seis consultas de pré-natal; 25,00% realizaram as seis consultas de pré-natal, consulta de puerpério e todos os exames básicos, teste anti-vírus da imunodeficiência humana, 2ª dose, dose de reforço ou a dose imunizante da vacina antitetânica; 96,25% o teste anti-vírus da imunodeficiência humana; e 82,50% os exames de sorologia para sífilis. Conclusão: Os resultados sinalizam para uma assistência incompleta no pré-natal, que pode estar associada à subnotificação do acompanhamento, desconhecimento e/ou falta de capacitação dos profissionais de saúde.

Palavras-chave: Enfermagem. Saúde da Mulher. Cuidado Pré-Natal. Gestão de Qualidade.


Palavras-chave


Enfermagem. Saúde da Mulher. Cuidado Pré-Natal. Gestão de Qualidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/reufpi.v4i2.3535

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexado em:



Apoio: