CONSTRUÇÃO DE CONCEITOS GEOGRÁFICOS A PARTIR DE TEMÁTICAS FÍSICO-NATURAIS NA EDUCAÇÃO BÁSICA

Janaiára Maria de Paiva Ferreira, Glauciana Alves Teles

Resumo


Sabendo que o aluno produz conhecimento no seu espaço vivido, cabe ao professor, enquanto mediador do processo de formação do aluno através do ensino de Geografia, auxiliá-lo na construção e desenvolvimento do pensamento geográfico. Para isso, é fundamental uma prática de ensino que potencialize os conhecimentos cotidianos dos alunos e confrontá-los com os conhecimentos científicos advindos da ciência geográfica. A metodologia empregada nesta pesquisa tratou-se de revisão bibliográfica de autores como Cavalcanti (2001; 2008; 2010), Oliveira (1997), Suertegaray (2000) e pesquisa participante, na qual apresentamos análises de um projeto de ensino intitulado: Construção de Conceitos na Educação Geográfica, realizado com os alunos do 1° ano da escola de Ensino Médio Professor Luís Felipe, na cidade de Sobral-Ceará, por ocasião das atividades do Programa Residência Pedagógica- PRP. O projeto teve duração de dois meses e ocorreu no segundo período do ano de 2019. Os resultados da pesquisa apontam para a importância de que, à medida que os conhecimentos geográficos forem ensinados, se fazer uma articulação entre os conhecimentos prévios dos alunos e atribuir-lhes significado para que o aluno consiga ampliar seus conhecimentos preexistentes e produzir novos saberes. Assim, consideramos que ao trabalhar as temáticas físico-naturais na perspectiva socioconstrutivista, isto é, na qual o aluno é visto como sujeito ativo, lhe oportuniza perceber a relevância da Geografia na sua vida e, assim, favorece a construção do conhecimento geográfico pelos educandos


Palavras-chave


Educação Geográfica. Ensino de Geografia. Formação de conceitos. Natureza. Ensino Médio. Geografia Escolar.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v11i1.13343

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista da Pós-graduação em Geografia, do Centro de Ciências Humanas e Letras da UFPI

 ISSN 2317-3491

A Revista está atualmente indexada às seguintes bases de dados: LATINDEX, DIADORIM, IBICT/SEER, SUMÁRIOS.ORG, PERIÓDICO CAPES, GOOGLE ACADÊMICO, GENAMICS JOURNAL SEEK.

A REVISTA EQUADOR faz uso do DOI (Digital Object Identifier), através da associação com o CrossRef.